Mata protegida

“O Caipora existe sim. É o rei dos bichos como um cachorrão de pêlos tão grandes que descem da barriga ao chão. No rosto tem feição de gente.” Assim começa a sua coluna no jornal O Estado de S. Paulo, Aluísio de Almeida, em 15 de junho de 1945.

Dizer que a lenda se perdeu é exagerar na escassez com que a encontramos. Em 2019, num encontro com o mundialmente famoso artista plástico sergipano Cícero Alves dos Santos, conhecido como Véio, lá estava presente e viva não só a lenda mas a entidade. De alguma forma, artesão e encantado se irmanam, uma vez que é das árvores, tão bem protegidas pela Caipora, que o escultor a tira a matéria prima para a sua arte.

Deixemos que ele nos conte o ocorrido!

Compartilhe esta publicação:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sites parceiros
Destaques