Tag: Rio Grande do Norte

Contraveneno

Usado por algumas benzedeiras em seus processos de cura, o cuspe é milenarmente conhecido. Afinal foi com saliva que, segundo o Evangelho de Marcos, Jesus curou um cego de nascença. A cultura popular e a medicina rústica se arvoram em curas e benzimentos, e é antiquíssima a fórmula que reza: “Jesus, Maria e José, cuspe em jejum mezinha é!”

Os curadores de cobra são conhecidos por todo o Brasil. Costumam, como Seu Zé Galego, serem identificados na tenra infância ao serem provados na própria carne escapando ilesos dos mais bravos venenos.

Foi assim com o nosso amigo entrevistado – a partir daí a sua própria saliva ganhou valor positivo e passou a salvar animais das peçonhas malditas que inexoravelmente os levaria a morte.

Hoje, aos 78 anos, sem nunca ter recebido dinheiro pelos seus inúmeros salvamentos, vive em paz em sua roça em companhia da cadelinha que é a luz da sua vida, com o coração tranquilo por só fazer o bem sem amealhar nisso caraminguás que lhe favoreça riqueza.

Nota da redação: Meus Sertões adverte que a cura para o veneno de cobras e de escorpiões só é cientificamente comprovada após o uso de soros antiofídicos e antiescorpiônicos. Em caso de picadas, leve a vítima imediatamente para um hospital.

As bordadeiras

Numa casa com três irmãs na zona rural de Caicó seria previsível encontrarmos, no mínimo, uma bordadeira! Ali encontramos duas e alegria e acolhimento de sobra numa visita rápida e desavisada entre bastidores, fios coloridos e muitas risadas diminuindo em nós a frustração por não conseguirmos tempo para explorar com maior zelo e detalhes a arte dos bordados que confere fama nacional ao município.

…Ler mais.

Papa-figo

A história do Papa-figo não tem nada a ver com alguém que gosta dos frutos da figueira. Tem a ver com o roubo de crianças por pessoas que para se livrar de doenças precisam comer um importante órgão humano com capacidade de regeneração. A professora Alexandra Pericão nos lembra que esse mito rural  também foi propagado no Nordeste em versos como os do poeta popular Abraão Batista:

…Ler mais.

Ginga com tapioca

A Redinha Velha, ali perto do encontro do mar com o belo Potengi, praia de pescadores e um passado ainda fresco de redes cheias de peixes graúdos, viu um dia as pequenas gingas que brilhavam saltitantes entre pescados de bons tamanhos, um excedente que muitas vezes era simplesmente enterrado para evitar mau cheiro e bagunças de gatos.

…Ler mais.