Meus Sertões

E-book ‘Seu Zé e Suas Histórias’

A equipe de Meus Sertões tem entre suas missões incentivar a leitura, potente forma de conhecimento, entretenimento, desenvolvimento pessoal e profissional. Portanto, foi criado mais uma aba em nosso site: E-books. Pretendemos nos próximos meses lançar uma série de livros-reportagens, utilizando novas linguagens e recursos visuais.

“Seu Zé e Sua Histórias” é o primeiro da série. Ele conta a história de um lavrador de Santa Brígida, que continua trabalhando no campo aos 97 anos. Seu José Rodrigues conviveu com homens santos e aprendeu muitas lições, que repassa em forma de histórias reais e fictícias.

Os livros podem ser baixados gratuitamente. No entanto, quem estiver disposto a ajudar na manutenção e na sustentabilidade do projeto pode depositar qualquer valor na seguinte conta bancária:

Banco Bradesco
Agência: 026
Conta: 232179-3
Titular: Paulo Oliveira
CPF: 772.528.377-34

 

1aaCapa com logo 2Seu Zé e Suas Histórias

Ficha técnica:

Autor: Paulo Oliveira
Ilustrações: Ana Lua
Designer: Vado Alves
Revisão: Kleber Leal
Total de páginas: 76

Clique aqui para fazer download

 

Resumo: A história do agricultor José Rodrigues, 97 anos, é contada de forma diferenciada. Seu Zé, como é conhecido, foi homem de confiança e mordomo do beato Pedro Batista, o Padrinho, em Santa Brígida e até hoje trabalha na roça. Ele conta detalhes da vida nos primeiros dias na cidade que Batista ajudaria a se desenvolver, as agruras pelas quais passou e revela como o Padrinho “fez a viagem”. Na segunda parte do livro, compilamos histórias que seu Zé vivenciou e outras que aprendeu com beatos e padres no sertão. As ilustrações de Ana Lua embelezam ainda mais o livro, cujo prefácio foi escrito pela jornalista Angelina Nunes.

 

A pousada e o claustro – Série: parte 5

O badalar do sino da igreja de Nossa Senhora Divina pastora, chamando os monges para o Ofício das Vigílias, se une a sinfonia de passarinhos, iniciada pelo menos 40 minutos antes, no jardim do Mosteiro de Jequitibá. Despertar dessa maneira é um privilégio para os hóspedes da Pousada São Bernardo e da hospedaria do claustro, que recebem pessoas interessadas em descanso, paz, recolhimento, contemplação e orações. Ótima opção, por exemplo, para quem prefere se manter distante do Carnaval nesta época do ano.

…Ler mais.

O monge holístico – Série: parte 4

Quando o Mosteiro de Jequitibá foi fundado pelos cistercienses, em 1939, havia um padre médico que atendia a comunidade e moradores de povoados vizinhos. Atualmente, o serviço de saúde é feito pelo monge terapeuta Antônio Fraga de Lima, 62 anos, especializado em 11 tipos de tratamentos – dentre eles a quiropraxia, iridologia e acupuntura -, além da manipulação de produtos naturais e orientação alimentar.

…Ler mais.

Praia em tempo de trovoadas

O agricultor aposentado Rui Oliveira acorda cedo para fazer caminhadas e leva sempre consigo o celular para fazer fotografias do distrito de Barreiros, em Riachão do Jacuípe (BA), onde mora. Desde que adotou a fotografia como hobby, ele produziu cerca de mil fotografias da localidade que ficou conhecida por realizar a festa anual de vaqueiros.

…Ler mais.

Os dois museus do mosteiro – Série: parte 3

O Mosteiro de Jequitibá, no povoado do mesmo nome, no município de Mundo Novo (BA), tem dois museus. Mantidos pelos monges cistercienses, o primeiro é o de arte sacra, que também possui objetos da primeira escola fundada pelos religiosos. O segundo conta com um surpreendente acervo formado por fósseis, insetos, couros de cobras imensas, crânios e animais empalhados, a maioria dos exemplares faz parte da fauna da fazenda de 3.300 hectares doada para a construção do monastério. Muitos estão extintos.

…Ler mais.

A corte celestial e a via-crúcis

O fotógrafo piauiense Sérgio Carvalho, 50 anos, trabalha sem pressa: um projeto dele pode levar mais de 10 anos para ser finalizado. Outras características de suas obras são a pegada humanista, as marcantes referências autobiográficas e a genialidade para criar abordagens inéditas para temas muito explorados. É o caso da exposição “Santo Sertão”, que estreia no próximo sábado, em Fortaleza (CE). A mostra retrata a religiosidade sertaneja em torno do mito Padre Cícero a partir de dois ensaios.

…Ler mais.

“Mulequim diantado”

Em 2016, a artesã Idelcina Carneiro Oliveira ligou para o site Meus Sertões, após ler uma reportagem, e falou de seu trabalho, artesanato de altíssima qualidade, desenvolvido em Riachão do Jacuípe. Combinamos uma reportagem, que foi feita em 2016. Na verdade, foram duas matérias, uma com ela, outra com o marido Geraldo, um agricultor poeta.De lá para cá eles se transformaram em grandes amigos da equipe do site.

…Ler mais.

O mosteiro de Jequitibá – Série: parte 1

Quais foram os motivos que levaram monges cistercienses a deixar Schlierbach, na Áustria, e construir um mosteiro em um povoado do município de Mundo Novo (BA), localizado a 8.827 km de distância da cidade europeia? O que fez a Ordem mudar a estratégia de construção, que consistia no aproveitamento de terras em vales e áreas encharcadas, prática que a levou dominar a arte de irrigação,  para erguer um monastério em um morro ?

…Ler mais.