Meus Sertões

A magia dos contos de Franklin Carvalho

A banda de rock Pholhas, criada em 1969 por músicos brasileiros que cantavam e compunham em inglês, “estourou” nacionalmente com a música “My Mistake” (“Meu erro” em português), de Hélio Santisteban e Oswaldo Malagutti, dois de seus quatro componentes. O compacto duplo no qual estava incluída a canção, carro-chefe do grupo até hoje, vendeu 450 mil cópias em três meses, segundo o dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira.

…Ler mais.

Em busca de sucessor – Capítulo VII (final)

Padre Airton Freire de Lima, 64 anos, disponibiliza meia hora para a entrevista, no intervalo do retiro que realiza para fiéis de todas as idades. Nessa conversa, ele avalia a sua trajetória, lamenta o impacto da crise econômica no país e a desativação de cursos profissionalizantes da Fundação Terra. Fala também da saúde debilitada e diz se espelha no Papa Francisco, depois de ter conhecido e convivido com santos vivos: Madre Teresa de Calcutá, Irmã Dulce e Frei Damião. Em alguns momentos, ele se emociona e chora.

…Ler mais.

O refúgio do padre conselheiro e o Instituto Servos de Deus – capítulo VI

Depois de passar 16 anos morando na rua do Lixo, Padre Airton Freire se mudou para um sítio de 123 hectares, no povoado de Malhada, a 12 quilômetros do centro de Arcoverde e a 1,5 quilômetro do município de Sertânia. Lá, foi criado o Instituto dos Servos de Deus, uma associação privada que pretende se transformar em uma ordem religiosa, constituída por vocacionados, chamados de servos, voltados para a caridade e para servir aos pobres. Para que funcione como ordem é necessária autorização do bispo de Pesqueira, dom José Luiz Ferreira Salles, após longo processo de maturação e observação.

…Ler mais.

O centro de reabilitação – capítulo V

O deputado federal pernambucano Luciano Bivar, 75 anos, presidente do Partido Social Liberal (PSL) custou aos brasileiros R$ 91.035, 33, no mês de setembro. Em período de pandemia e trabalho remoto ele consumiu R$ 8.571 de cota parlamentar (36,74% com locação e/ou fretamento de veículos e 43,1% de divulgação de atividade parlamentar), R$ 48.696,44 de verba de gabinete e R$ 33.763 de remuneração (salário).

…Ler mais.

Beijinha – Capítulo IV

Mulher da Vida, minha Irmã (…)
Flor sombria, sementeira espinhal
gerada nos viveiros da miséria, da
pobreza e do abandono,
enraizada em todos os quadrantes da Terra.
“Mulher da Vida” – Cora Coralina

 Maria José Bernardina de Siqueira, uma menina mirrada e espevitada, recebeu da mãe o apelido de Beijinha, referência à beleza de uma flor pequenina. Foi assim que Maria ficou conhecida nos cabarés de São Bento do Una – cidade onde nasceu e se criou – Jupi, Arcoverde, Garanhuns e Recife, em Pernambuco.

…Ler mais.

Os idosos do abrigo Domus Christi – capítulo III

O Domus Christi (Lar de Deus) é o abrigo da Fundação Terra, criado pelo padre Airton Freire. Localizada próximo à casa onde o religioso morou na antiga rua do Lixão, a instituição atende até 26 idosos, cujas famílias abandonaram ou não têm recursos para mantê-los. Há também casos de pessoas com idade avançada que não possuem mais parentes.

…Ler mais.

Protesto por audiência pública sobre mineração em Sento-Sé

Na manhã de quarta-feira (14/10), representantes de comunidades tradicionais ribeirinhas e de fundo de pasto fizeram um protesto na Câmara de Sento-Sé. A manifestação aconteceu durante reunião convocada pelos vereadores e a empresa Tombador Iron Mineração (ex-Colomi Iron). Os moradores dos 11 povoados em torno da Serra da Bicuda reivindicam a realização de audiência pública, com a participação do Ministério Público. No entanto, a empresa diz que por ser um empreendimento de grande porte e com médio risco de impacto ambiental não precisa realizar a audiência.

…Ler mais.

Tecnologia impulsiona o novo beatismo – Capitulo II

Wellington Santana de Lima, 57 anos, irmão do padre Airton, é o superintendente da Fundação Terra. É ele quem nos guia pelas obras sociais de Arcoverde. Paciente e cordial, Wellington ressalva que a instituição também oferece serviços para a população em outras cidades – Recife e Maracanaú (CE). Engenheiro, responsável por concretizar os planos de Airton, ele gosta de fazer um jogo de palavras, brincando com a situação:

…Ler mais.

Padre Airton e a transformação de Arcoverde – Capítulo I

“A primeira criança que morreu em meus braços era um menino muito magro. Tomei-o nos braços: ele tinha olhos grandes, abria e fechava a boca. Eu procurei água no pote, mas não havia água. Também não encontrei água na torneira. Levantei-me às pressas, e saí em direção à rodoviária, para pegar um ônibus e ir ao hospital. No caminho, vi que ele estava morrendo. Olhei para o menino e desabafei num choro que não conseguia conter. Parei e, olhando bem para ele, molhei a ponta dos dedos nas lágrimas que caíam no seu rosto magro, quase sem vida, e pensando em Deus, disse: José, eu te batizo em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, amém”.

As lembranças do tempo em que o  Padre Airton Freire de Lima, 64 anos, foi morar em uma casa de taipa na rua do Lixo, na verdade o local onde estava situado o vazadouro do município de Arcoverde, no sertão pernambucano, estão vívidas em sua memória e registradas no livro “Aos Olhos de Deus”, escrito em 1997, em português e alemão, e até hoje entre os livros mais vendidos dos cerca de 90 de autoria do religioso.

…Ler mais.

A reinvenção de Sara

Sara Raquel Nacif Baião pisou o solo de Santa Brígida pela primeira vez em novembro de 2011. Aos 54 anos, tinha dois objetivos: acompanhar a caminhada penitencial em homenagem ao beato Pedro Batista e iniciar a pesquisa para a conclusão do mestrado em antropologia na Universidade Federal da Bahia (Ufba). A longa viagem de vida que a levou a transpor os 3.005 quilômetros, separando a infância em Laguna, Santa Catarina, e a decisão de estudar os rituais de morte na Bahia, trazia em si componentes de aventura.

…Ler mais.