Categoria: Arredores

As mandalas

Considerado o maior centro de artesanato em barro da América do Sul, o povoado de Maragogipinho, situado no município de Aratuípe, às margens do Rio Jaguaripe, no Recôncavo Baiano, tem sua atividade econômica voltada para a olaria com fabrico de peças tanto para fim decorativo quanto utilitário – as ruas do lugarejo são tomadas por esses ateliês que se seguem lado a lado.

…Ler mais.

A irmandade

Grupo de mulheres negras mantém há mais de dois séculos a tradição de venerar Nossa Senhora da Boa Morte, em Cachoeira, cidade do recôncavo baiano. O culto iniciado no século XIX por ex-escravas e filhas de escravizados foi disseminado pelos portugueses, sofrendo muitas influências das religiões afro-brasileiras.

…Ler mais.

Bois vazados

Maria Eroneide Laurentino, a Nena de Capela, 44 anos, é artista de natureza versátil e criatividade rara. De uma criação em região de usinas e um viver adulto de dona de casa, a neta de antiga louceira começou a frequentar o atelier do cunhado João das Alagoas como ajudante e logo encontrou o gosto ancestral na lida com o barro. E floresceu!

…Ler mais.

Loucura genial

Japaratuba, ao contrário vizinha Rosário do Catete e muitas outras no caminho para Alagoas ou no sertão sergipano, não tem a estátua do padroeiro na entrada da cidade. Em vez disso, o município construiu em 2002, um monumento em homenagem a um louco genial: Arthur Bispo do Rosário.

…Ler mais.