Categoria: Reportagem multimídia

As marcas da ferrovia

É muito difícil encontrar um morador de Iaçu que não tenha uma história relacionada com a ferrovia que corta a cidade. André da Caçamba, por exemplo, passou 23 dos seus 60 anos, trabalhando como agente de estação, liberando a saída de trens. Telegrafista, hoje caminhoneiro, mora em uma das casas que eram destinadas aos antigos empregados da Rede Ferroviária. …Ler mais.

Cordas e mosquetões

Itatim passou a ser conhecida como a capital baiana da escalada a partir da realização do 8º Encontro de Escaladores do Nordeste, realizado em outubro de 2009. O primeiro evento foi realizado no Parque Estadual da Pedra da Boca, na cidade de Araruna (PB), em 1999, com o objetivo de aproximar os escaladores nordestinos, permitindo a troca de experiências. O evento itinerante chegou a 16ª edição este ano. …Ler mais.

Arte quilombola

As mãos das irmãs Selma Teixeira de Araújo, 37 anos, e Silvana Teixeira Brandão, 40, se movimentam numa velocidade espantosa. Em alguns momentos, o ritmo do entrançar da palha chega a ser mais rápido que a fala. As artesãs do povoado de Campo Grande, em Santa Teresinha (BA), têm pressa. Elas precisam confeccionar 60 peças –malas, bolsas, bocapius (sacolas), tapetes e esteiras – que serão enviadas para uma feira em Salvador.

…Ler mais.