Autor: Paulo Oliveira

Protesto por audiência pública sobre mineração em Sento-Sé

Na manhã de quarta-feira (14/10), representantes de comunidades tradicionais ribeirinhas e de fundo de pasto fizeram um protesto na Câmara de Sento-Sé. A manifestação aconteceu durante reunião convocada pelos vereadores e a empresa Tombador Iron Mineração (ex-Colomi Iron). Os moradores dos 11 povoados em torno da Serra da Bicuda reivindicam a realização de audiência pública, com a participação do Ministério Público. No entanto, a empresa diz que por ser um empreendimento de grande porte e com médio risco de impacto ambiental não precisa realizar a audiência.

…Ler mais.

Tecnologia impulsiona o novo beatismo – Capitulo II

Wellington Santana de Lima, 57 anos, irmão do padre Airton, é o superintendente da Fundação Terra. É ele quem nos guia pelas obras sociais de Arcoverde. Paciente e cordial, Wellington ressalva que a instituição também oferece serviços para a população em outras cidades – Recife e Maracanaú (CE). Engenheiro, responsável por concretizar os planos de Airton, ele gosta de fazer um jogo de palavras, brincando com a situação:

…Ler mais.

Padre Airton e a transformação de Arcoverde – Capítulo I

“A primeira criança que morreu em meus braços era um menino muito magro. Tomei-o nos braços: ele tinha olhos grandes, abria e fechava a boca. Eu procurei água no pote, mas não havia água. Também não encontrei água na torneira. Levantei-me às pressas, e saí em direção à rodoviária, para pegar um ônibus e ir ao hospital. No caminho, vi que ele estava morrendo. Olhei para o menino e desabafei num choro que não conseguia conter. Parei e, olhando bem para ele, molhei a ponta dos dedos nas lágrimas que caíam no seu rosto magro, quase sem vida, e pensando em Deus, disse: José, eu te batizo em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, amém”.

As lembranças do tempo em que o  Padre Airton Freire de Lima, 64 anos, foi morar em uma casa de taipa na rua do Lixo, na verdade o local onde estava situado o vazadouro do município de Arcoverde, no sertão pernambucano, estão vívidas em sua memória e registradas no livro “Aos Olhos de Deus”, escrito em 1997, em português e alemão, e até hoje entre os livros mais vendidos dos cerca de 90 de autoria do religioso.

…Ler mais.

A reinvenção de Sara

Sara Raquel Nacif Baião pisou o solo de Santa Brígida pela primeira vez em novembro de 2011. Aos 54 anos, tinha dois objetivos: acompanhar a caminhada penitencial em homenagem ao beato Pedro Batista e iniciar a pesquisa para a conclusão do mestrado em antropologia na Universidade Federal da Bahia (Ufba). A longa viagem de vida que a levou a transpor os 3.005 quilômetros, separando a infância em Laguna, Santa Catarina, e a decisão de estudar os rituais de morte na Bahia, trazia em si componentes de aventura.

…Ler mais.

Mineradora destrói topo de serra sagrada em Saúde

Um grupo de moradores do distrito de Genipapo se mobilizou para protestar contra a ação da mineradora ZLF Quartzo Brasil Mineração, que começou a extrair quartzo da Serra da Santa Cruz embora só tenha autorização para a realização de pesquisa mineral. Na serra, há 12 quilômetros da sede do município, entre Saúde e Caldeirão Grande, está instalado o cruzeiro da Paróquia Nossa Senhora da Saúde, onde são realizadas romarias para homenagear a padroeira da cidade.

…Ler mais.

Quando a lei não serve de justificativa – Editorial

O silêncio das autoridades estaduais e municipais baianas com relação à implantação de uma mineradora em Sento-Sé é estarrecedor. A concessão de licenciamento para a Colomi Iron, que recentemente passou a usar a designação Tombador Iron, ameaça populações ribeirinhas de uma cidade que já foi severamente castigada com a transposição de seus antigos moradores durante a construção da barragem de Sobradinho.

…Ler mais.

A romaria de São Miguel Arcanjo em Mirangaba

Todos os anos, no dia 29 de setembro, quilombolas e romeiros seguem a pé pelas trilhas da Serra das Figuras, em Mirangaba, no sertão baiano, para celebra o dia de São Miguel Arcanjo nas ruínas da igreja construída a mando do sertanista Romão Gramacho, em meados do século XVIII. Muitas histórias, personagens e lendas estão relacionadas ao local. Portanto, vamos esmiuçar cada uma delas.

…Ler mais.

As “boiadas” – Editorial

Quando a fala do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, durante reunião ministerial no dia 22 de abril foi divulgada, houve forte reação. Salles disse que a pandemia de Covid 19 era o momento ideal para passar reformas infralegais, de simplificação e desregulamentação de leis ambientais e convocou outros ministros “para ir passando a boiada, ir mudando todo o regramento”, aproveitando que as atenções da imprensa e da sociedade estavam voltadas para o novo coronavírus. Na ocasião, o Brasil acumulava 45 mil casos e quase três mil mortos.

…Ler mais.

Desfazendo a natureza de Sento-Sé

No livro “O Evangelho Segundo Jesus Cristo”, o escritor português José Saramago reinterpreta passagens bíblicas e humaniza a figura central do cristianismo. Em uma das passagens mais marcantes, Jesus de Nazaré encontra Lázaro morto ao voltar para Bethânia. Quando se prepara para ressuscitar o cunhado, Ele é interrompido por Maria de Magdala, que põe a mão no ombro de Cristo e diz: “Ninguém na vida teve tantos pecados que mereça morrer duas vezes”. O filho de Deus deixa cair os braços e sai para chorar, sem operar o milagre. Para Saramago, ninguém merece a morte ou um grande castigo duas vezes.

…Ler mais.

Os padres sertanejos e o beatismo – Capítulo de transição

Não é por acaso que muitos dos responsáveis pela mudança – para melhor – da realidade do sertão são religiosos. A História mostra uma existe uma conexão entre o beatismo (fenômeno ligado ao catolicismo popular) e os projetos sociais e de organização de trabalhadores, realizados pelos padres Airton Freire e Pier Antonio Miglio, segundo a professora Enaura Quixabeira, doutora em Estudos Romanos pela Universidade Stendhal Grenoble III e uma das mais conceituadas intelectuais de Alagoas.

…Ler mais.