Autor: Joabes R Casaldaliga

Nascido em Teixeira de Freitas (BA), Joabes R Casaldáliga, aos 10 anos, participava das reuniões das Comunidades Eclesiais de Base. Era levado pela mãe, adepta de religião de matriz africana, que ia aos encontros para discutir os problemas da comunidade em que moravam, em Itamaraju. Cresceu entre o sincretismo, cantos, rezas, benditos, incelenças e a luta pela reforma agrária. Sua vida foi marcada por um encontro com José Comblin, padre que lançou as bases da Teoria da Enxada. É fotógrafo, comunicador popular e integrante da Pastoral da Juventude Rural.

Seu Guilherme

Para entender o sertão e seu modo de vida é preciso conhecer seu Guilherme, 93 anos, de Casa Nova dos Marino, no povoado quilombola de Laje dos Negros, em Campo Formoso (BA). Sem contextualizar  história e  cultura, sem escutar o nonagenário e tantas outras pessoas que ali moram, perderemos o legado das 23 comunidades que formam Laje dos Negros.

…Ler mais.

Biomas e vida

A Campanha da Fraternidade (CF) 2017 tem como tema: “Fraternidade: Biomas Brasileiros e defesa da vida” e subtema “Cultivar e guardar a criação”. O objetivo é chamar a atenção para os problemas ambientais de nossas cidades, incluindo a redução de recursos hídricos, e fazer com que as pessoas lutem pela preservação dos biomas e façam propostas concretas junto aos órgãos e poderes públicos.

…Ler mais.

Corpo de baile

A Feira de Saberes e Sabores da Juventude do Campo foi realizada na segunda quinzena de janeiro, em Caruaru (PE), paralelamente à 8ª Assembleia da Pastoral da Juventude Rural (PJR). Lá, reuniram-se centenas de jovens do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), das comunidades de fundo e fecho de pasto, Movimento dos Atingidos por Barragem (MAB), Movimento dos Pequenos Agricultores (MAP) e jovens dos Gerais e das comunidades quilombolas. …Ler mais.

Carta dos jovens camponeses

A Assembleia Nacional da Pastoral da Juventude Rural Laura e Uedson, realizada no assentamento Normandia, em Caruaru (PE), entre os dias 18 e 23 de janeiro divulgou, ao final de evento, a carta de compromissos na qual se dispõe a lutar “contra toda forma de injustiça, provocada pelo sistema que impõe e utiliza os recursos naturais como forma de enriquecimento de poucos, e assim retirando o direito à terra, à água, e à vida digna da classe trabalhadora”. …Ler mais.

Romaria pela terra e pelas águas