O novo boletim das chuvas

Tudo começou quando o técnico agrícola Edcarlos Araújo de Almeida, 28 anos, comprou o primeiro pluviômetro de acrílico por R$ 25, em dezembro 2012. No mês seguinte, ele começou a fazer o registro das chuvas e dos dias de seca em folhas soltas de papel.