Prece para o rio São Francisco – Editorial

Prece para o
rio São Francisco – Editorial

“Senhor, fazei-me instrumento da vossa paz”

Hoje é dia de São Francisco de Assis (1182-1226), o religioso italiano que fundou a Ordem dos Franciscanos. Filho de um rico comerciante de tecidos da cidade de Assis, Francisco renunciou aos seus bens e passou a se dedicar a Deus e aos pobres. Em 1224, deixou a direção da irmandade que criou para viver em contato com a natureza. Consta que, em sua presença, os peixes saltavam da água e os pássaros pousavam em seus ombros.

Escultura ‘São Francisco falando às aves”. Foto: Paulo Oliveira

A presença do santo padroeiro dos animais e da ecologia é marcante em muitas cidades instaladas às margens de seu curso. Uma delas, a velha Barra, cuja história começou a partir de um curral da Casa da Torre instalado na junção dos rios Grande e Francisco, em 1670. Encontramos no município belas esculturas em homenagem ao santo.

As maiores são as de bronze – “São Francisco falando às aves” -, do magistrado e escultor Deocleciano Martins de Oliveira – à beira do rio, e a de concreto, na entrada do sítio onde funcionam o terreiro Pai Xangô das Cachoeiras, a residência e o ateliê do escultor e babalorixá José Geraldo Machado da Silva, o Gerard. Há outras bem menores de barro ou madeira, mas não menos belas, na prefeitura e na sede da diocese.

Que São Francisco fortaleça a todos que lutam para salvar o rio, cujo traçado original percorria 2.830 quilômetros e 521 municípios de cinco estados (Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe). Com a faraônica obra de transposição, suas águas foram desviadas para mais três unidades federativas (Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará). As mazelas, porém, permaneceram.

Os danos ambientais causados pela falta de infraestrutura de saneamento, instalação de hidrelétricas, derramamento de agrotóxicos que irrigam o agronegócio, supressão das matas ciliares, poluição e dreno da maior parte da água por parte de mineradoras e empresas de energia, dentre outras causas, puseram o rio em agonia. Façamos uma prece ao carismático santo para que ele nos ajude a impedir a concretização de uma morte mais do que anunciada.

2 reflexões sobre “Prece para o
rio São Francisco – Editorial”

  1. VALERIA F TORRESDisse…
    Replied on

    Parabéns pela abordagem sutil de que os espíritos iluminados não são babás extrafísicas a satisfazer os nossos desejos, mas forças poderosas a nos orientar e encorajar a realização do que nos cabe. Consciência do nosso dever: “para que ele NOS AJUDE A IMPEDIR a concretização…”

    1. Paulo OliveiraDisse…
      Replied on

      Obrigado por nos acompanhar e por compartilhar sua opinião.
      Equipe Meus Sertões

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *