Mês: setembro 2021

Dívidas de fé

Por Helenita Monte de Hollanda e Biaggio Talento (vídeo) e Paulo Oliveira (texto)

A prática de pagar promessas com ex-votos, presente dado ao santo de devoção por alcançar uma graça, começou no século VI (6), a partir de apropriação de prática pagã feita pela Igreja Católica. Nos séculos XVII, XVIII e XIX (17, 18 e 19), ela foi predominante na Europa e nas Américas, difundindo-se nas colônias do novo mundo, incluindo o Brasil.

…Ler mais.

Como definir o preço correto de uma peça de artesanato?

A equipe do Laboratório de Design O Imaginário, vinculado ao programa de extensão da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), ajuda artesãos a dar sustentabilidade à atividade, a aprimorar o acabamento das peças, a utilizar novas tecnologias e, principalmente, a definir o preço justo das peças que produzem, com base nos custos de produção.

…Ler mais.

Formosa do Rio Preto: posseiros pedem punição para fazendeiros após atentado

Por Paulo Oliveira e Thomas Bauer

Geraizeiros de Formosa do Rio Preto, município do extremo oeste da Bahia, realizaram manifestação na manhã desta quarta-feira, exigindo punição para fazendeiros responsáveis por atentado, atos de vandalismo, roubos, destruição de residências, árvores frutíferas e de um vasto buritizal. A ação dos pistoleiros ocorreu na última sexta-feira (3/9/2021). Os criminosos deram prazo para os posseiros deixarem o local até a data de hoje. E ameaçaram voltar caso não fossem obedecidos.

…Ler mais.

Garimpo

SONHO DE GARIMPEIRO

Depoimento de Arceno Mendes Paiva, 83 anos. Povoado Bilu, município de Uibaí (BA)

“Quero contar um sonho bom danado que eu tive. O garimpeiro vive sonhando acordado ou dormindo. E eu fui garimpeiro, estou nesta idade e não paro de sonhar. Tive um sonho bem claro outro dia, e é o mesmo que eu tá vendo a cena. É pena que eu já tô muito velho, o corpo não responde, só tô andando distância curta e de bastão, mas se eu ainda tivesse força, ia bater lá.

…Ler mais.

Pita Paiva, o mestre da xilogravura

Sábado era um dia especial para o pequeno Lindomar, penúltimo dos 12 filhos do professor leigo e político Sinobelino Sancho Paiva e de dona Elizabete. Pita, apelido que ganhou por se parecer com o primo Epitácio, não via a hora do pai chegar da feira para saborear duas coisas: o pão doce e os romances, como eram chamados os livretos de cordel na comunidade Laranjeiras, em Uibaí (BA) e pelo sertão afora.

…Ler mais.