Mês: julho 2021

Aventuras de um colecionador
de moedas sociais

O comerciante Paulo José Farias de Barros, 50 anos, percorreu de motocicleta os 728 quilômetros que separam Salvador (BA) de Juazeiro do Norte (CE) para conhecer o Banco Comunitário Timbaúbas e comprar cédulas de Timba, nome dado a uma das muitas moedas sociais criadas para fortalecer economicamente territórios vulneráveis de todo o país. Ao chegar, viu que o estabelecimento estava desativado.

…Ler mais.

Mestre Nena

Para moldar uma pinha esmaltada grande, uma das peças decorativas mais vendidas no Centro de Artesanato Arquiteto Wilson Campos Júnior, em Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco, o artesão Severino Antônio de Lima, 57 anos, leva duas horas. A produção diária é de até quatro unidades por dia. No entanto, a pinha só ficará pronta para a venda após 15 dias de secagem, 12 horas no “forno de biscoito”, onde é aquecida a 1000 graus centígrados para adquirir durabilidade e impermeabilidade ao ser, e três dias no forno de esmalte para fixar a cor.

…Ler mais.

Sonho santo

O catolicismo popular se formou a partir de uma variação de crenças e práticas socialmente incorporadas como católicas. Inclui a devoção aos santos, às romarias, às novenas, procissões, bênçãos, festas de padroeiros e promessas. A explicação é do filósofo João Everton Cruz, doutorando em Ciências da Religião pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-MG), no artigo “Hipóteses se interpretação do catolicismo popular com base na sociologia e na psicologia”, publicado no site Brasil Escola.

…Ler mais.