O cordígero

O cordígero

Rafael de Souza Santos, 21 anos, se tornou um afamado fazedor de cordões de São Francisco, em São Félix do Coribe, no sertão baiano. Nos últimos anos, é muito difícil encontrar cordígeros, por isso, uma antiga tradição está minguando.

O cordão é usado em rezas para curar doenças. Reprodução do vídeo "O fazedor do cordão de São Francisco"
O cordão é usado em rezas para curar doenças. Reprodução

Além da arte de trançar os fios é preciso conhecer as rezas feitas durante a execução dos nós. Existem cordões de três, cinco, sete e nove nós, cada um deles tem uma reza específica.

No primeiro de dois vídeos que apresentaremos, Rafael conta quais as serventias das cordas de frade, poderosa arma contra o Mal. Dentre elas, se incluem o uso em rezas para cura de doenças, em penitências na Sexta-Feira da Paixão, na garantia de partos bem-sucedidos e no direcionamento correto das almas para o Céu.

Há outros mistérios que devem ser respeitados durante a confecção do objeto sagrado, capaz de realizar assombrosos milagres, descritos nos poucos livros sobre o tema.

Esta é a primeira das duas partes do relato de Rafael, cujo contato está na parte final do vídeo.

–*–*–*–*–

Meus Sertões agradece à Helenita Monte de Hollanda, ao Canal Cultura Popular Brasileira e a Rafael de Souza Santos por terem dado autorização para reproduzirmos este vídeo.

O contato de Rafael é 77 9 9130 8043

Nasceu e cresceu numa típica família brasileira. Potiguar, morando na Bahia há vinte anos, é médica de formação e pesquisadora da cultura popular. Nos últimos 10 anos abandonou a sua especialidade em cardiologia e ultrassonografia vascular para atuar como médica da família na Bahia e no Rio Grande do Norte, onde passou a recolher histórias e saberes. Nessa jornada publicou cinco livros.”. No final de 2015 passou temporada no Amazonas recolhendo saberes indígenas.
follow me

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *