Dia: outubro 7, 2020

A reinvenção de Sara

Sara Raquel Nacif Baião pisou o solo de Santa Brígida pela primeira vez em novembro de 2011. Aos 54 anos, tinha dois objetivos: acompanhar a caminhada penitencial em homenagem ao beato Pedro Batista e iniciar a pesquisa para a conclusão do mestrado em antropologia na Universidade Federal da Bahia (Ufba). A longa viagem de vida que a levou a transpor os 3.005 quilômetros, separando a infância em Laguna, Santa Catarina, e a decisão de estudar os rituais de morte na Bahia, trazia em si componentes de aventura.

…Ler mais.