Covid-19 atinge mais de 90% das cidades de cinco estados do Nordeste

Covid-19 atinge mais de 90% das cidades de cinco estados do Nordeste

A Covid-19 se alastra pelo Nordeste. Os casos da doença e/ou óbitos atingiram esta semana 78,60% (1.410 cidades) dos municípios da região (1.794). Em cinco estados (Alagoas, Ceará, Maranhão, Pernambuco e Sergipe), a pandemia atingiu mais de 90% dos municípios, ou seja, está prestes a atingir a totalidade das cidades.

Alastramento do novo coronavírus. Gráfico: Paulo Oliveira
Alastramento do novo coronavírus.

Meus Sertões está acompanhando o avanço geográfico do novo coronavírus há três semana (ver gráficos e tabelas abaixo) . Há previsões de secretários de saúde e redes hospitalares privadas que o pico da Covid-19 no Brasil aconteça a partir desta semana. O período crítico terminaria no final de junho. Isto se forem adotadas medidas rígidas de isolamento social.

O avanço da doença na região Nordeste nas últimas três semanas. Gráfico: Paulo Oliveira
O avanço da doença nas últimas três semanas.

O índice ideal de isolamento social para achatamento da curva do número de casos da doença é 70%. Os dados mais recentes (23/05) da Inloco, empresa que coleta dados de localização de dispositivos móveis para determinar o indicador e auxiliar no combate à pandemia no país, mostram que os estados nordestinos estão longe do objetivo.

A classificação deles no ranking nacional é a seguinte: 2º lugar – Pernambuco (52,61), 5º – Ceará (49,11%), 6º Paraíba (48,69%), 10º Alagoas – (46,23%); 13º – Maranhão (44,78%); 14º – Piauí (44,58%), 16º – Rio Grande do Norte (43,94%); 20º – Bahia (43,02%) e 26º (penúltimo lugar) – Sergipe (40,60%).

 

Cidades do interior sofrem com progressão da Covid-19. Grafico: Paulo Oliveira
Cidades do interior sofrem com progressão da Covid-19. Grafico: Paulo Oliveira

 

Paulo Oliveira Administrator
Jornalista, 56 anos, traz no sangue a mistura de carioca com português. Em 1998, após trabalhar em alguns dos principais jornais, assessorias e sites do país, foi para o Ceará e descobriu um novo mundo. Criou dois jornais populares: Massa (BA) e Hoje (CE). Formou comunicadores populares nas favelas do Rio e treinou jornalistas em Moçambique, na África. Conhece 14 países e quase todos os estados brasileiros. Suas reportagens ganharam prêmios de direitos humanos e de jornalismo investigativo.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *