Força do destino

Ninguém foge ao seu destino, acredita-se. Nem mesmo aquele cuja destinação foi dada por ação humana como aconteceu com o Galo Aparecido do nosso relato de hoje.

A narrativa da nossa espectadora do canal e colaboradora em mais de um programa, Sônia Mariz, revela muito do pensar humano e de como a vivência de uma situação pessoal e pontual traz em si um potencial de universalização pelo poder de crenças que são de todos.

O causo cai, assim, em terra fértil, e se alimenta do caldo cultural para se perpetuar numa região.

Compartilhe esta publicação:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sites parceiros
Destaques