Mestre Ivaldo

Ivaldo de Tracunhaém – vida de brasileiro trabalhador com dores e responsabilidades precoces demais, vemos com admiração o poder transformador da doçura e o aflorar inevitável de uma vocação.

Guaraná abençoado

Depois do guaraná Jesus, refrigerante de coloração rosa, com toque de cravo e canela, inventado por um farmacêutico maranhense, em 1927, surge uma nova tubaína sagrada. É o guaraná Madrinha Dodô, fabricado em um depósito, em Santa Brígida, no sertão baiano, pelo ex-funcionário da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), Ivanildo Gomes de Melo, 80 […]

A penitência

Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes?” Jesus respondeu: “Eu digo a você: Não até sete, mas até setenta vezes sete. MT 18:21-22

Luz e sombras

O fotógrafo Severino Silva, parceiro de Meus Sertões, esteve no sertão sergipano e arredores, na Semana Santa, para desenvolver o projeto “Nordeste: fé, luz e sombras”.

Miguel.

Miguel Alves Pereira, 72 anos, estudou pouco e trabalhou muito. Foi vaqueiro e também tocava carros de bois para encher nove vagões de trem da Leste por semana. Ele fala com prazer dos marruás que capturou, de como conquistou o coração da mulher, Maria Rosa Pereira, 68 anos, da criação dos filhos, da seca de […]

Nando do maracatu

A concentração de artista escultores em Tracunhaém, Mata Norte pernambucana, é surpreendente. Nomes de expressões nacional e internacional ali tiveram berço de modo que o nosso canal em sua busca incansável pelo que de mais puro e original nasce ou remanesce em nossa Cultura não poderia deixar de explorar.

Forró no escuro

Antônio Carneiro de Oliveira, o Antônio de Roque, 76 anos, é ex-caminhoneiro, ex-vereador e tem o dom para consertar e criar mecanismos diversos. Com tantas histórias para contar, ele aparecerá mais vezes em Meus Sertões. No entanto, escolhemos um episódio marcante na história de Ichu (BA) para a estreia deste fabuloso personagem.

Ritos fúnebres

A morte: costumes, crenças e tradições fúnebres no sertão Edcarlos  Araújo de Almeida Muitas pessoas não gostam de falar da morte, muitas pessoas não se preparam para a morte, muitas pessoas tem medo da irmã morte. Ó morte, quem és tu? Por que trazes tanto pavor e medo, se és a única certeza que temos […]

Rasga mortalha

Misteriosa ave noturna a coruja na cultura popular é temida e adorada. Na mitologia grega esteve ligada a Deusa Athena simbolizando sabedoria. Do passado também vem o poder que lhe é atribuído até hoje de transmitir agouros, profecias feitas por sacerdotes romanos com base na observação do voo e canto das aves.

Belo Jardim

No segundo programa da terceira temporada da série “Artistas Populares do Nordeste”,  o canal Cultura Popular Brasileira, em parceria com o site Meus Sertões, apresenta outras três artesãs do Sítio Rodrigues, em Belo Jardim (PE).