As mandalas

As mandalas

Considerado o maior centro de artesanato em barro da América do Sul, o povoado de Maragogipinho, situado no município de Aratuípe, às margens do Rio Jaguaripe, no Recôncavo Baiano, tem sua atividade econômica voltada para a olaria com fabrico de peças tanto para fim decorativo quanto utilitário – as ruas do lugarejo são tomadas por esses ateliês que se seguem lado a lado.

É uma tradição secular que deu origem a criação da famosa Feira de Caxixis, da Semana Santa, em Nazaré das Farinhas.

No passado, os saveiros transportavam milhares peças do pequeno ancoradouro do povoado para as feiras de Salvador e região. Hoje, a distribuição da arte dos artesãos é feita por caminhões.

Nesta série de três episódios, a serem exibidos quizenalmente, mostraremos o trabalho de três artistas de Maragogipinho que mantém a tradição da arte com barro. O primeiro deles, que abre a série, é Josimar Evangelista dos Reis, famoso por suas mandalas e tulipas coloridas.

3 reflexões sobre “As mandalas”

  1. TatianaDisse…
    Replied on

    Olá tudo bom?
    Parabéns pela matéria
    Vcs tem o contato do Josimar para passar? Por favor
    Grata
    Tatiana

    1. Paulo OliveiraDisse…
      Replied on

      Tatiana, boa tarde. A Associação enviou o telefone: 75 988163515. O responsável pela entidade se chama Denis.

  2. Paulo OliveiraDisse…
    Replied on

    Tente contato através da Associação de Auxílio Mútuo dos Oleiros de Maragogipinho, que possuem uma página no Facebook. O endereço é https://web.facebook.com/Associa%C3%A7%C3%A3o-De-Auxilio-M%C3%BAtuo-Dos-Oleiros-De-Maragogipinho-1708447432575618/

Deixe um comentário para Tatiana Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *