O bom pescador

O bom pescador

SOTAQUE DE UM POVO NAS BARRANCAS DO VELHO CHICO

O bom pescador não enjoa
Pega o peixe e guarda na proa
É mandim, é piau e surubim
É dourado, é curimatá, é piranha e pirá
É tambacu, é tambaqui e pacu
É curimatã, é tucunaré e matrinchã.

O bom pescador não enjoa
Pega o peixe, descansa na croa
Acende o fogo, abre a esteira
Descansa na beira
Namora a lua
Adormece, sossega a moleira.

Arilson B. da Costa Contributor
follow me

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *