Modelando santos

Modelando santos

Dona Judite é bem a mulher forte das escrituras, e se traz no nome o destino, não são poucas as demonstrações de coragem e vigor que a sua vida conta. E a sua arte. Surgida no ambiente tão próprio do coração orante a habilidade para forjar no barro o belo é, para ela, pura e somente doação divina.

Do barro ela faz arte. Do barro ela fez filhos. Modelando santos e santas com a terra do solo, o sopro amoroso emanado da sua natureza terna e crente é a contrição perfeitíssima com que se coloca humilde e ciente como instrumento a serviço da arte e da sua igreja.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *