Reza para apagar fogo

Maria já não sabia mais o que fazer. Os filhos viviam doentes. Era febre, dor de cabeça; às vezes, pegavam a vomitar.

Arte quilombola

As mãos das irmãs Selma Teixeira de Araújo, 37 anos, e Silvana Teixeira Brandão, 40, se movimentam numa velocidade espantosa. Em alguns momentos, o ritmo do entrançar da palha chega a ser mais rápido que a fala. As artesãs do povoado de Campo Grande, em Santa Teresinha (BA), têm pressa. Elas precisam confeccionar 60 peças […]

Um pedaço do sertão no Rio

redes e mantas

Há duas versões sobre o surgimento da Feira dos Nordestinos, oficialmente chamada de Centro Municipal Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas, que hoje é frequentada por cerca de 300 mil pessoas/mês, segundo seus organizadores.  Uma delas diz que a ela surgiu no dia 2 de setembro de 1945, quando o poeta paraibano e ex-combatente Raimundo Luiz […]

Vade, o vaqueiro

 Sou peão de boiadeiro/ Toco boi e sou ponteiro/ Sou arribista e culatreiro/ Em todo ponto eu sou faceiro. (Canto popular) O vaqueiro é um símbolo do sertão, algo sagrado. Quando aboia, ele reza. Poetizado, cantado, imortalizado. Luiz Gonzaga o retrata na “Morte do Vaqueiro”, homenagem a seu primo Raimundo Jacó, famoso no sertão.

A arte de trançar palha

São seis mulheres que preservam a cultura da palha em Iaçu, cidade de 26 mil habitantes a 280 quilômetros de Salvador. Elas estão reunidas em torno da Associação Palha Viva, fundada em 2002 e presidida pela professora e artesã Rosângela Aragão Guimarães, 61 anos, que mantém a alegria mesmo depois de ter enfrentado problemas com […]

Próximo do fim

Zé Vítor é tranquilo, simples, gosta de contar histórias vividas por ele e por seus companheiros. Mas para Rodelas ele tem uma importância ímpar: é o último dos antigos penitentes – restam poucos mais jovens, mas que estão afastados das atividades religiosas. A história deste grupo secular e de fé católica, que cumpre sua jornada […]

Corpo fechado

A busca pelo que remanesce de popular, principalmente no que se refere à religiosidade, tem feito de mim uma garimpeira. Tentada a dizer “viajante” não o direi pois está tudo posto na Cultura, mais ou menos diluído, é fato, mais ou menos latente. É preciso olhar e ouvir. E aí saio eu com bateia e […]

O mugido lamentoso e outras histórias

Matilde Rodrigues, 76 anos, proprietária da pousada Recanto das Rosas, em Santa Teresinha (BA) é uma exímia contadora de histórias assombrosas. A empresária jura ter testemunhado algumas delas e desfia o que está guardado em sua memória.

O inspetor de quarteirão

A figura do inspetor de quarteirão surgiu em 1827, cinco anos após a Independência do Brasil, com o objetivo de garantir a lei e a ordem. Era a primeira instância de policiamento. Os inspetores tinham autoridade para efetuar prisões em flagrante, manter a ordem pública e os bons costumes. Em 1832, tiveram suas atividades regulamentadas e […]