A casa dos Almeida

A casa dos Almeida

O imóvel considerado o número um de Jeremoabo fica na rua da Matriz 116, atrás da Igreja de São João Batista. Ele tem o sobrenome de seus proprietários e é conhecido como Casa dos Almeidas. Sua preservação é feita por Sebastião Gonçalves Passos e sua mulher Antonieta, descendente dos antigos donos. O casal mora no imóvel vizinho.

De acordo com Sebastião, o imóvel teria sido construído em 1718. Sessenta anos depois, quando foi criada a freguesia de São João Batista de Jeremoabo do Sertão de Cima, havia outras 31 casas e 252 habitantes.

“Não temos apoio do poder público para preservar a casa” – queixa-se Sebastião.

O ex-secretário de Cultura municipal e historiador Pedro Son revela que falta de documentação que comprove a data da construção e que o local serviu de residência para capitães-mores (autoridades que comandavam a milícia de vilas e cidades) portugueses, o que impede o tombamento e a liberação de verbas oficiais.

Apesar disso, o espaço cultural administrado pelo município mantém em seu acervo fotos do patriarca da família Almeida e da residência, tendo na legenda a indicação “1ª Casa de Jeremoabo”.

PISO E CAPELA ORIGINAIS

Sebastião Gonçalves conta que a casa foi feita de pau à pique e esquecida pelos governos municipal e estadual:

“Só não caiu porque eu fiz algumas obras” – diz.

Antigamente, de acordo com os atuais proprietários, o local era constituído de um salão amplo, um paiol, uma cozinha e um quarto. Com o passar do tempo, a divisão interna foi alterada com a construção de outros dormitórios e compartimentos.

Há 50 anos foram feitas obras nos fundos da casa e trocado parte do madeiramento do teto, destruído por cupins. O piso e a capela, porém, são originais.

Sebastião afirma que o destino das cidades do nordeste da Bahia foi traçado ali. Esporadicamente, estudantes da região visitam a casa.

A primeira foto do imóvel teria sido tirada em 1926. A imagem mais conhecida, porém, é de 1947. Nela, as irmãs Edméia, Elzira e Maria das Neves estão diante da residência. Neste tempo, a casa passou a ser não mais “dos”, e sim “das” Almeida.

Conheça o imóvel por dentro

Jornalista, editor, professor e consultor, 59 anos. Suas reportagens ganharam prêmios de direitos humanos e de jornalismo investigativo.
follow me

4 reflexões sobre “A casa dos Almeida”

  1. Fabiola PassosDisse…
    Replied on

    Parabéns pelo belíssimo trabalho.

    1. Paulo OliveiraDisse…
      Replied on

      Obrigado

  2. Clinger DE ALMEIDADisse…
    Replied on

    Bom dia Paulo,

    Qso vc fala destes Almeidas, poderia me explicar um pouco mais deles? Nao comprendi muito de quais vc fala.

    1. Paulo OliveiraDisse…
      Replied on

      Meu caro Clinger, como diz no texto, são os Almeida de Jeremoabo, uma das famílias mais antigas do município.
      Grato pelo contato,
      Equipe Meus Sertões.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *