As primeiras igrejas

As primeiras igrejas

Sempre ligadas ao homem em sua evolução, as cavernas foram, além de abrigo, as primeiras “igrejas” da humanidade. Para os nossos ancestrais, assim como as montanhas em alguns momentos históricos, as cavernas eram lugares naturais onde o sobrenatural poderia ser “acessado”.

Assim, foi nesses espaços que o homem se aproximou pela primeira vez de seus deuses e não seria exagero dizer que “se a história de Deus tem um início, ela começa nas cavernas”. Os seres humanos acreditavam nos poderes sobrenaturais das pedras e faziam pinturas rupestres, muitas vezes mãos, para ter contato algo mais poderoso.

A médica e pesquisadora de cultura popular Helenita Monte de Hollanda nos mostra em vídeo algumas destas antigas cavernas no sertão baiano. Mais precisamente em Iraquara, Itaberaba, Itaquara e Ituaçu – esta chamada de Gruta da Mangabeira tem 3.230 metros de profundidade, uma área grande para fiéis, altar e 850 metros de altares secundários.

Conta a lenda que a gruta foi descoberta por um vaqueiro, que caiu nela de uma grande altura junto com o gado que ele tocava. O peão invocou o Sagrado Coração de Jesus e escapou da morte, assim como todos os seus animais. A história tem cerca de 300 anos.

Veja o vídeo:

Nasceu e cresceu numa típica família brasileira. Potiguar, morando na Bahia há vinte anos, é médica de formação e pesquisadora da cultura popular. Nos últimos 10 anos abandonou a sua especialidade em cardiologia e ultrassonografia vascular para atuar como médica da família na Bahia e no Rio Grande do Norte, onde passou a recolher histórias e saberes. Nessa jornada publicou cinco livros.”. No final de 2015 passou temporada no Amazonas recolhendo saberes indígenas.
follow me

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *