Autor: Paulo Oliveira

Dodora, a santeira

No início dos anos 1980, andando pela trilha que ligava Morro Redondo à Fazenda Canavial, Maria Auxiliadora Carneiro Silva, a Dodora, se perguntava: “Meu Deus, será que eu vou ver o sexo dessa criança?” Naquela época não havia energia elétrica e ela, grávida, se guiava com um pedaço de pau na mão para saber se o caminho estava ali.

…Ler mais.

O exemplo da rua do Beco

Os meios de comunicação tradicionais e até mesmo os mais recentes que não se desvencilham do modelo arcaico de jornalismo insistem em mostrar o Nordeste, mais precisamente o sertão, como um local miserável e fadado a insucessos e tragédias. Eles creem que a desgraça e a ignorância são os ingredientes para aumentarem a audiência, ganharem prêmios e prestígio. Raramente, mostram os problemas por aspectos alvissareiros.

…Ler mais.

A Lavagem – Especial Ichu

A festa dura cerca de três horas, mas mobiliza a população da cidade por quase todo ano. A pequena Ichu, encravada no semiárido baiano, a 180 km de Salvador (BA), tem sérios problemas de saneamento – só 1,2% dos domicílios têm esgotamento sanitário adequado -; poucos empregos – 6,8% da população estimada em 6.194 habitantes estão empregados; e o seu sistema de saúde precisa melhorar muito. No entanto, há 91 anos, durante o novenário do padroeiro Sagrado Coração de Jesus, a cidade realiza uma das festas mais animadas da Bahia, onde se destacam o concurso de máscaras, alegorias e carros alegóricos e o desfile de baianas.

…Ler mais.

O boicote – Especial Ichu

O boicote organizado pelos grupos responsáveis pela fabricação de máscaras, alegorias e carros alegóricos e por foliões independentes à Lavagem da Igreja de Ichu reduziu o número de participantes nos principais concursos organizados pela prefeitura, mas não impactou na alegria e na beleza da que é uma das melhores e mais seguras festas do interior da Bahia.

…Ler mais.

Três campeões – Especial Ichu

Antônio Carlos Modesto, o Pepa, 67 anos, Sandro Luiz Carneiro Cedraz, 38 anos, e Wadson Adelídio dos Santos Oliveira, 20, têm em comum o fato de acumularem conquistas nos concursos de máscaras e alegorias, na Lavagem de Ichu. São três gerações de campeões. O site Meus Sertões entrevistou os três, que contaram suas técnicas e deram sugestões para o aperfeiçoamento da competição. Vamos conhecê-los.

…Ler mais.