Ano: 2019

Meu Mano

Convivi na infância com “Meu Mano”. Ele foi meu colega de escola. Filho de um casal de pescadores, morou em rancharias, onde o pessoal passava temporadas e ia para pescar. Seu nome verdadeiro é Antônio Carlos.

Ele se destacou como jogador de futebol, tocador de violão e compositor. No entanto, o que sempre gostou mais foi dançar. Nos anos 80, o pessoal fazia roda para ver ele dançando nas casas Kalimba, Casarão e 54. Ele inventava passos, não dançava igual a ninguém. “Meu Mano” é um personagem querido de Xique-Xique. O estilo dele é inigualável como vemos no vídeo abaixo.

 

A vingança

Cristino Gomes da Silva Cleto, o Corisco, havia deixado o cangaço para servir a um coronel na região da atual cidade de Senhor do Bonfim, na Bahia. Além de prestar serviços ao patrão, matava animais para vender as carnes. Foi aí que passou a ser perseguido pelo delegado Herculano Borges, que cobrava impostos indevidos.

Corisco se rebelou contra a atitude do policial e foi preso, prometendo vingança. A perseguição de Homero atingiu pessoas próximas ao “Diabo Louro”, que voltou a ser cangaceiro e cumpriu a promessa contra o delegado.

Acompanhe a entrevista feita por Helenita Monte de Hollanda, médica e pesquisadora de cultura popular, e Biaggio Talento, jornalista, com o pesquisador potiguar Múcio Procópio.

A Lavagem – Especial Ichu

A festa dura cerca de três horas, mas mobiliza a população da cidade por quase todo ano. A pequena Ichu, encravada no semiárido baiano, a 180 km de Salvador (BA), tem sérios problemas de saneamento – só 1,2% dos domicílios têm esgotamento sanitário adequado -; poucos empregos – 6,8% da população estimada em 6.194 habitantes estão empregados; e o seu sistema de saúde precisa melhorar muito. No entanto, há 91 anos, durante o novenário do padroeiro Sagrado Coração de Jesus, a cidade realiza uma das festas mais animadas da Bahia, onde se destacam o concurso de máscaras, alegorias e carros alegóricos e o desfile de baianas.

…Ler mais.

O boicote – Especial Ichu

O boicote organizado pelos grupos responsáveis pela fabricação de máscaras, alegorias e carros alegóricos e por foliões independentes à Lavagem da Igreja de Ichu reduziu o número de participantes nos principais concursos organizados pela prefeitura, mas não impactou na alegria e na beleza da que é uma das melhores e mais seguras festas do interior da Bahia.

…Ler mais.

Três campeões – Especial Ichu

Antônio Carlos Modesto, o Pepa, 67 anos, Sandro Luiz Carneiro Cedraz, 38 anos, e Wadson Adelídio dos Santos Oliveira, 20, têm em comum o fato de acumularem conquistas nos concursos de máscaras e alegorias, na Lavagem de Ichu. São três gerações de campeões. O site Meus Sertões entrevistou os três, que contaram suas técnicas e deram sugestões para o aperfeiçoamento da competição. Vamos conhecê-los.

…Ler mais.