Reza de proteção

Reza de proteção

Na vida buscamos proteção!

Do mal, do mau…

Há, ao longo da história, povos e civilizações crédulas no poder das orações, de amuletos, das forças emanadas das vozes suplicantes de intercessores eleitos.

As fórmulas dessas rezas são surpreendentes! Mesclas de orações canônicas e outras nem tantas, encontramos Brasil afora benzedores e benzedoras cujos poderes já notórios arrastam pessoas pelos povoados mais remotos em busca de blindagens contra inimigos invisíveis.

Dona Maria Belo, um dos corações puros que encontramos em nossas viagens, é exemplar da confiança que a imposição das mãos, as palavras acertadas e o cordão de São Francisco podem exercer guardando dos malefícios e afastando forças negativas geradas por desamores e dissabores.

Daqui, da zona rural de Mucugê, belíssimo e ainda conservador munícipio da Chapada Diamantina baiana, encontramos para o nosso canal um desses atos protetivos em que o poder da fé do rezado e a força da orante tranquilizam almas promovendo surpreendentes arcabouços contra forças aflitivas.

 

–*–*–

Doze horas após publicar este vídeo no Canal de Cultura Popular, parceiro de Meus Sertões, Helenita Monte de Hollanda recebeu a notícia sobre o falecimento de dona Maria Belo, a quem ela entrevistou em 2011. A morte da rezadeira, ocorrida há alguns dias, é uma grande perda. Estas imagens são uma homenagem e ajudam a preservar a memória de Maria.

Nasceu e cresceu numa típica família brasileira. Potiguar, morando na Bahia há vinte anos, é médica de formação e pesquisadora da cultura popular. Nos últimos 10 anos abandonou a sua especialidade em cardiologia e ultrassonografia vascular para atuar como médica da família na Bahia e no Rio Grande do Norte, onde passou a recolher histórias e saberes. Nessa jornada publicou cinco livros.”. No final de 2015 passou temporada no Amazonas recolhendo saberes indígenas.
follow me

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *