Tiquaruçu

Tiquaruçu

Tiquaruçu, um dos oitos distritos de Feira de Santana, se chamou São Vicente, nome de seu padroeiro, até 1943. Consta que Maria Quitéria, heroína da Guerra da Independência, foi batizada na igreja local.

Maria Quitéria de Jesus desde cedo montava, caçava e atirava bem. Em 1821, fugiu de casa, vestida como homem e alistou-se no Exército, na então vila de Cachoeira. Também conhecida como “soldado Medeiros”, foi a primeira mulher a assentar praça nas forças armadas e a entrar em combate pelo Brasil.

Promovida ao posto de cadete, foi condecorada com a Imperial Ordem do Cruzeiro por Dom Pedro I. Posteriormente, foi reformada com a patente de alferes, que equivale ao cargo de segundo tenente.

Tiquaruçu também é conhecida por realizar o Reisado de São Vicente. O evento realizado desde 1816, às vezes com alguns anos de interrupção, mistura religiosidade e cultura. Além da representação da chegada dos Reis Magos ao local onde nasceu o menino Jesus, são realizados shows musicais com grupos como Vaqueirama e Viola de Doze.

Os festejos duram dois dias e contam com a presença de um personagem marcante no sertão: o vaqueiro. Há ainda o grupo de cantadores de reis, que percorre as casas cantando e arrecadando oferendas que serão oferecidas ao padroeiro do distrito, que segundo o IBGE (2011) tem 3.923 habitantes.

A festa é realizada em janeiro.

Florestano de nascimento, coração rodelense e alma feirense, admirador de forró, MPB, autores nordestinos e músicas dos anos 80, Batista Cruz, Arfer, há 27 anos trocou a administração de empresas pelo jornalismo. O gosto pela reportagem alimenta diariamente o fogo da paixão que nutre pela profissão que abraçou, incentivado pelo irmão Anchieta Nery, também jornalista e professor universitário. Descende dos tuxás, tribo ribeirinha do São Francisco. Torce pelo Verde e o Bahia.

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *