Tradições juninas

Tradições juninas

Mês de festas em todo Brasil, junho é tempo de alegria em que as cidades se colorem e as danças já viraram festivais.

Três santos de devoções populares são os responsáveis por mês tão peculiar: Santo Antônio, São João e São Pedro. Novenas, missas festivas e festas profanas recebem as marcas da sabedoria popular e de superstições que caracterizam todo o período que se inicia já no dia primeiro com as novenas a Santo Antônio.

A culinária é típica e as comidas de milho dominam as mesas. As músicas próprias como o forró e o baião abrem também espaço para as famosas quadrilhas dançadas em pares festejando um casamento bem pitoresco com direito a padre, delegados, um noivo que quer fugir e um pai de noiva grávida bem raivoso.

Fogueiras e bandeirinhas coloridas formam o cenário que atualmente nas capitais já se deixa de ver e os fogos de artifício conferem cor aos céus.

A marca climática é sabida pelas gentes: “Entre Antônio e João plante o seu feijão”. Mas é nas promessas e adivinhações que encontramos o substrato mais antigo do que vemos hoje. Tido por casamenteiro, Antônio é invocado pelas mulheres solteiras, Pedro pelas viúvas e nas crenças populares há para cada um agrados e pedidos próprios.

Não podemos negar que muito das tradições em torno dos festejos do passado estão se perdendo, mas trazemos hoje alguns depoimentos que já tratam de forma “graciosa” o que foi matéria de fé e crença num passado tão ainda tão próximo.

 

Nasceu e cresceu numa típica família brasileira. Potiguar, morando na Bahia há vinte anos, é médica de formação e pesquisadora da cultura popular. Nos últimos 10 anos abandonou a sua especialidade em cardiologia e ultrassonografia vascular para atuar como médica da família na Bahia e no Rio Grande do Norte, onde passou a recolher histórias e saberes. Nessa jornada publicou cinco livros.”. No final de 2015 passou temporada no Amazonas recolhendo saberes indígenas.
follow me

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *