Só sofrimento

Só sofrimento

Estradas em péssimas condições são comuns no sertão. Por isso, a partir de hoje, vamos intensificar denúncias sobre o precário estado das rodovias que cortam o semiárido brasileiro.

A primeira é a BR-324. Ao contrário do que a maioria pensa, ela não liga apenas Salvador e Feira de Santana, trecho no qual recebe o nome de Engenheiro Vasco Filho. O trajeto integral une Balsas, no Maranhão, a Salvador, na Bahia.

Cento e quarenta e quatro quilômetros dela são  trechos coincidentes, ou seja, foram construídos pelos estados em traçados que coincidem com a rodovia federal. Pela lei, a União não pode fazer obras nelas.

A ligação entre Dirceu Arcoverde (PI) e Remanso (BA) tem apenas 40 km, mas o estado da via é péssimo. Para percorrê-la são necessárias cerca de duas horas. É tanto solavanco que os passageiros chegam ao destino “moídos”.

Se você tem vídeos sobre estradas semelhantes, mande para contato@meussertoes.com.br.

Joselia Ribeiro Contributor
Nasceu em Teodoro Sampaio (BA), Recôncavo com ares de semiárido. Com 12 anos, tinha uma oratória de impressionar os adultos. Flertou com o teatro aos 20, mas optou pelo jornalismo. Atuou em rádio, TV e jornais impressos na capital e no interior. Adora caminhar – parques, chapadas, sertões… – e escrever apenas sobre o que quer. Perfeccionista ao extremo, sonha “curar-se” e desengavetar os contos que escreve.
follow me

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *