Banda Apollo

Banda Apollo

SOTAQUE DE UM POVO NAS BARRANCAS DO VELHO CHICO

Hê! Anos setenta de melancolias e promessas de amor, com a trilha sonora da Banda Apollo.

Um ensaio do Apollo, tinha lotação de público igual ou maior ao show. A Banda baiana da cidade de Xique-Xique recebia fãs em sua casa, vindos de todos os lugares, para assistir aos seus ensaios.

Certa feita, um dos integrante da Banda comentou:

“Mal-é-vem, Banda Apolo! Com tanta mulher bonita assistino o nosso ensaio, mãe me aparece no meio da rua com uma cabeça de porco enganchada no dedo, fui obrigado improvisar no meio de uma música internacional o seguinte refrão: “vai pelo beco mãe, vai pelo beco mãe”…Tive que usar esse artifício, para as meninas do Piauí não vê-la entrando pela porta da casa com a cabeça do porco, pra fazer a janta”.

“O mal é esse, Nelso, pra você tocar uma música tem que comer um rejeito.”

“Pior era Pinheirinho, que pra fazer um gorro numa partida, tinha que comer uma banda de rapadura com farinha.”

Coisas de Xique-Xique na Bahia

-*-*-

DICIONÁRIO BEIRADEIRO

Mal-é- vem – Mal que vem
Enganchada – Pendurada
Rejeito – Tira gosto, petisco, naco de carne
Gorro – Gol

Arilson B. da Costa Contributor
Arilson Borges da Costa ,nasceu em 22 de fevereiro de 1970, em Xique-Xique – BA. Filho de sorveteiro e neto de pescador, é professor e auxiliar de serviços gerais. Estudou contabilidade na escola pública de Xique-Xique, no interior da Bahia, porém em 2008 abandonou definitivamente a área de exatas e passou a estudar letras vernáculas, na universidade pública da Bahia (UNEB), com a finalidade de aprofundar na área da lingüística e literatura. Ao longo de sua vida acompanhou pescadores às margens do rio São Francisco, no intuito de entender o sotaque do povo ribeirinho, por isso migrou seu trabalho para escrita de contos e causos do povo ribeirinho.Está continuamente produzindo contos e causos de ribeirinhos, poesia, vídeos, áudios e fotografias, a maioria deles disponibilizados em sua página do Facebook.
follow me

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *