Xô, encosto!

Xô, encosto!

Encosto é definido como espírito perdido que se aproxima das pessoas para sugar a energia dela. Segundo praticantes do espiritismo, ele pode ter sido enviado por alguém mal-intencionado ou ficar próximo de um indivíduo por se sentir bem ali.

Há quem diga que quando uma pessoa está com encosto espiritual, sua vida pode ser destruída, pois isto acarretaria em desequilíbrio emocional e geração de conflitos. Há até quem defina quais os sintomas que caracterizam o problema. Dentre eles: arrepios, calafrios, bocejos constantes, nervosismo, insônia, pesadelos, dores de cabeça, inchaços e marcas roxas pelo corpo.

Porém, na definição de Mãe Celina Nascimento, 64 anos, moradora em Xique-Xique (BA), encosto é alma de morto que sai pelo mundo vagando e se encosta nas pessoas. Mãe Celina tem uma reza poderosa para afastar os espíritos perdidos. É isso que nos mostra a médica e pesquisadora de cultura popular Helenita Monte de Hollanda esta semana.

Nasceu e cresceu numa típica família brasileira. Potiguar, morando na Bahia há vinte anos, é médica de formação e pesquisadora da cultura popular. Nos últimos 10 anos abandonou a sua especialidade em cardiologia e ultrassonografia vascular para atuar como médica da família na Bahia e no Rio Grande do Norte, onde passou a recolher histórias e saberes. Nessa jornada publicou cinco livros.”. No final de 2015 passou temporada no Amazonas recolhendo saberes indígenas.
follow me

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *