Dois matutos e o filho da jumenta

Dois matutos e o filho da jumenta

Dos cinco livretos do poeta agricultor Geraldo Oliveira, certamente o mais engraçado é “Os dois matutos e o filho da jumenta”, obra que ele apresenta agora em Meus Sertões.

Em dezembro, quando conhecemos Geraldo, em Riachão do Jacuípe, ele nos encantou com a história de João Melado.

A valentia de João Melado

Vale lembra que o agricultor sempre foi apaixonado por literatura de cordel, chegando a decorar livretos inteiros antes de decidir escrever seus próprios enredos de “bravura, romance e humor”.

Divirtam-se:

 

Jornalista, 57 anos, traz no sangue a mistura de carioca com português. Em 1998, após trabalhar em alguns dos principais jornais, assessorias e sites do país, foi para o Ceará e descobriu um novo mundo. Há dez anos trabalha na Bahia, mas suas andanças não param. Formou comunicadores populares nas favelas do Rio e treinou jornalistas em Moçambique, na África. Conhece 14 países e quase todos os estados brasileiros. Suas reportagens ganharam prêmios de direitos humanos e de jornalismo investigativo.
follow me

Deixe um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *